segunda-feira, 3 de julho de 2017

Querido Diário, eu acho?

      Então, eu sempre tive esse penhasco por garotas, acho que eu tinha uns 12, 13 anos. Eu me considero bi, mas ultimamente eu tenho estado tão fascinada por mulheres que eu acho que to começando a me apaixonar por uma, ela é linda, tudo que eu sempre sonhei. Mas existe aquele velho porém, venho de uma família evangélica e ela é bem mais velha que eu, nunca que ela olharia para alguém como eu.

      Eu vejo ela ficando com outras garotas e sinto inveja delas, como eu daria tudo pra ser eu ali, para ter as mãos dela no meu corpo, sua boca, me dando prazer. Ouvi dizer que ela faz milagres com os dedos. Você deve ta se perguntando se ela fica com muitas por ai, sinto em dizer que sim, ela é uma caçadora se posso dizer. Segundo a própria, ela não serve para namorar, é apenas beijou, transou e tchau, se você vir alguma garota chorando por ai, com certeza foi ela.

      Eu realmente admiro ela pela pessoa que ela é profissionalmente, ela é tudo que sempre quis e isso é ótimo, pois significa que ela luta pelo o que quer, mas no quesito relacionamento, ela é uma merda, por isso que eu não invisto, não tento ter algo, pois só vou sair com o coração quebrado. Eu to ficando realmente boa nisso de gostar de longe, sem me envolver, poupa o coração e o drama que provavelmente terá.




xoxo

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Querido Diário, eu acho?

              É, eu sei, sumi de novo. Mas eu tenho essa tendencia, não é que eu não me importe, ou porquê eu abandono,  longe disso, é só que as vezes eu tenho que me isolar do mundo para que eu não enlouqueça. Sempre vou precisar tirar um tempo pra mim, para me fortalecer, reabastecer minhas forças, para que eu enfim consiga enfrentar o mundo novamente.
           

terça-feira, 28 de março de 2017

Relatos

          Relato 6 - Bom, como eu falei antes, eu conheci um cara, até ai tudo bem. Bom de conversar, bom amigo, bom de pegada, bom de cama. Mas a trouxa aqui se apegou a ele, uma coisa que era pra ser só uma amizade colorida por assim de dizer, eu meio que to pensando em mais além, porque por mais que eu seja fria, grossa e chata, eu gosto de ter alguém cuidando de mim, sou confusa, eu sei.
                           Mas enfim, eu me apeguei a ele e deu merda, pelo menos na minha mente. Hoje ele simplesmente tirou o dia pra falar dos pegas dele e das ex dele, meio nada haver, mas eu fiquei de boa e tal, mas ele percebeu que eu tava meio assim, fiquei calada a maior parte do tempo, então ele foi lá e fez um puta desenho pra mim, ainda escreveu no verso umas palavras pra eu ficar de boa, meio que ele foi filha da puta e fofo ao mesmo tempo. Eu não entendo isso.
                          Eu queria muito não me apegar fácil a ele, ou a qualquer outro pois é muito chato, porque eu sempre acado me fodendo, não tem uma única vez que eu saia salva nessas histórias. O que mais fode tudo é que ele não quer nada alem dessa amizade colorida, ele deixou bem claro o fato de ser só meu amigo e eu fiquei lá, calda com uma cara de cu pra ele. Sinceramente espero que isso mude, porque ta foda lidar com meus sentimentos, eles tão bem confusos.



P.S O desenho que ele fez
 


xoxo

domingo, 26 de março de 2017

Querido Diário, eu acho?

          Então, meio que indo para o terceiro mês de faculdade, muita coisa aconteceu. Não sei nem por onde começar direito. Meio que fiz umas amizades legais, conheci muita gente louca e meio que encontrei alguém.
           Ele tem uma calma que me cativa, tem um abraço que me acolhe, tem uma boca que me leva a loucura, dedos que me levam ao paraíso. Ele é como Dante e eu Beatriz, no momento eu desceria ao inferno só para ter ele por perto, para poder sentir seus lábios em minha pele, seu toque carinhoso e ao mesmo tempo bruto. Ele diz que somos artístistas, mas ele é que é, eu viro uma tela branca perto dele, onde ele desenha e colori do modo que bem entende. Me sinto viva perto dele.
            Queria ter coragem pra mostrar isso a ele, mas por enquanto fica sendo nosso segredo. Não digo que eu esteja apaixonada, digo que estou vivendo dia a pós dia, do meu jeito. Eu posso dizer que estou em paz no momento e essa sensação é maravilhosa. 


xoxo

sábado, 11 de março de 2017

Querido Diário, eu acho?

             Eu sei que dei uma puta sumida, mas tenho meus motivos.

         Motivo n°1: Eu consegui passar numa puta faculdade daqui e fiquei bem empolgada com isso, passava noites em claro, imaginando como seria, se eu ia conseguir me dar bem com todo mundo. Que no caso ta dando certo, to seguindo o fluxo da vida.

        Motivo n°2: Eu tive uma briga muito feia com um grupo de amigos meus, que porra eram como minha família. A briga começou em janeiro, veio ter um fim (trágico por sinal) esse mês de março. Mano, eu fiquei tão mal de um jeito, que passei noites chorando, muita gente magoou muita gente, foram ditas palavras que feriam muito. Falaram pro meu amigo, no dia do aniversario dele, que não desejavam nem saúde pro cara, ele ta no hospital e umas pessoas falando isso. Tudo bem que no passado ele fez merda, mas é como eu sempre digo, todo mudam, ele mudou, como várias outras pessoas daquele grupo. Meio que teve uma divisão, que ao meu ver já existia, apenas ficou evidente em janeiro. E mano jogaram a culpa dessa divisão na única pessoa que tava querendo da um jeito nas merdas que todos faziam. Mas pra acabar, a divisão continua, pois um lado admitiu a culpa, mas o outro não, meio que eles não querem admitir que tem culpa tbm, pois todos tivemos.

        Motivo n°3: Meu irmão sofreu um acidente, na verdade ele foi assaltado e levou três tiros, isso foi no final de janeiro pra fevereiro. Agora ele ta bem, ta em casa já, mas como uma das balas foi perto da medula, ele perdeu os movimentos do pé, não 100%, com fisioterapia ele pode voltar a ficar em pé, mas com ajuda de moletas.

        Motivo n°4: Terminei meu namoro.

Então meu caros leitores, é isso. Um resumo da minha vida de janeiro pra cá.
 xoxo